sábado, 21 de abril de 2012

Quem dá nome às escolas municipais de Niterói (vol. 1)

E. M. Tiradentes (no bairro Tenente Jardim): "Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, nasceu em Pombal (São João Del Rei - MG) em 1746, lutou pela emancipação brasileira em relação ao domínio de Portugal. Foi enforcado, decapitado e esquartejado em 21 de abril de 1792. Após a República (1889), foi considerado um herói nacional"

E. M. João Brazil (Morro do Castro): "João Pereira da Silva, o João Brazil, nasceu em Nova Friburgo/RJ, em 12 de fevereiro de 1874. Começou a lecionar aos 15 anos e foi fundador e diretor do Colégio Brazil, além de empresário, poeta e benemérito de várias instituições. Faleceu em Niterói, em 6 de maio de 1940. "A Educação tem que oferecer o braço sempre à instrução." J. Brazil"

E. M. Maestro Heitor Vila Lobos (Ilha da Conceição): "Heitor Villa Lobos, compositor brasileiro, nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 1887. Apesar de conhecer a música dos grandes clássicos, suas composições revelam forte influência dos ritmos e da cultura popular brasileira. Considerava fundamental o ensino de música para crianças, tendo sua obra reconhecida em todo o mundo. Faleceu no Rio de Janeiro, em 1959".

E. M. Levi Carneiro (Sapê): "Levi Carneiro nasceu em Santa Rosa, Niterói, em 08 de agosto de 1882. Advogado, professor, jurista e escritor, foi presidente do Instituto dos Advogados Brasileiros, da Ordem dos Advogados do Brasil, do Instituto de Proteção e Assistência à Infância e da Associação Brasileira de Educação. Recebeu, durante sua vida, várias medalhas e condecorações. Faleceu em 05 de agosto de 1971."

 E. M. Vera Lúcia Machado (Badu): "Decreto nº 1961/73. O Prefeito Municipal de Niterói, no uso de suas atribuições legais e, considerando que Vera Lúcia Machado abriu o livro de inteligência à criança e ela mal avistara a mocidade, quando deixou alunos e colegas a sua espera; considerando que a lembrança pública de seu nome, na fachada da escola onde estudam seus alunos, constitui-se merecida homenagem ao Mestre, decreta: Artigo 1º: Denomina-se ESCOLA MUNICIPAL VERA LÚCIA MACHADO a unidade escolar construída pela Prefeitura de Niterói na Rua Aldemar de Paiva, no Badu. Artigo 2º: Este decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Niterói, 5 de fevereiro de 1973. Ivan Fernandes Barros - Prefeito."

E. M. Sebastiana Gonçalves Pinho (Viçoso Jardim): "Sebastiana Gonçalves Pinho nasceu em Santa Maria Madalena, em 29 de junho de 1909. Mãe de três filhos, tornou-se conhecida e admirada por todos na comunidade, ajudando nos partos, fazendo remédios caseiros e rezando a todos que a procuravam. Foi lavadeira na Clínica Luiz Pires de Melo, onde se aposentou. Faleceu em Niterói, em 15 de maio de 1982."

E. M. Djalma Coutinho de Oliveira (Fonseca): "Djalma Coutinho de Oliveira, nasceu em São João da Barra/RJ, em 02/11/1918. Em Niterói, aos 15 anos, trabalhou com seu pai no Arsenal de Marinha, ingressando mais tarde, no Loyd Brasileiro, com a função de soldador elétrico. Aos 42 anos, devido à insalubridade do seu trabalho, viu-se obrigado a encerrar a carreira profissional. Residindo na Riodades, participou da Organização de Comissões para reinvidicar melhorias para o bairro. Em 1963, lutou pela melhoria da escola. Faleceu em 13/12/1989."

E. M. Prof. Paulo de Almeida Campos (Icaraí): "Foi albateizado aos 08 anos de idade no "Colégio Modelo" em Cordeiro - RJ. Educador por 50 anos, fez desse mister sua vida profissional, iniciada em 1933, como professor primário. Tem publicado inúmeros trabalhos em revistas educacionais. Pertenceu à Academia Brasileira de Educação, foi membro da Academia de Ketras, do Instituto Histórico, do Conselho Municipal de Cultura e primeiro Diretor da Faculdade de Educação da UFF, em Niterói. Paulo de Almeida Campos nasceu no município de São Sebastião do Alto e morreu em 07/03/1991, na cidade de Niterói."

E. M. Rachide da Glória Salim Sacker (Santa Bárbara): "E. M. Rachide da Glória Salim Sacker nasceu em Santa Rosa, Niterói, em 15/08/1934. Começou a lecionar no Grupo Escolar Machado de Assis, em 1956. Em 1962, foi nomeada professora efetivado Estado do Rio de Janeiro e da Prefeitura Municipal de Niterói. Dirigiu a Escola Municipal Santos Dumont desde a sua fundação até o seu falecimento ocorrido no dia 02/08/1975."
 
 E. M. Várzea das Moças (no bairro homônimo): "Conta-se que as duas herdeiras da fazenda onde se plantava arroz nesta região, por estarem à frente dos trabalhos no campo fizeram com que a mesma fcasse conhecida, inicialmente, por VARGEM DAS MOÇAS e, mais tarde, VÁRZEA DAS MOÇAS. Em 08 de março de 1994, num Dia Internacional da Mulher, por sugestão da comunidade para valorizar sua região, foi inaugurada a ESCOLA MUNICIPAL DE VÁRZEA DAS MOÇAS."
Esta escola foi rebatizada e hoje se chama Escola Municipal Heloneida Studart.

E. M. Prof. André Trouche (Barreto): "O Professor André Luiz Gonçalves Trouche nasceu em Niterói, no dia 12 de junho de 1955. Ao longo de sua brilhante carreira no magistério, destacou-se por sua ativa militância no movimento dos professores, no final dos anos setenta, que resultou na criação do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação; e por sua profícua atividade acadêmica, como Doutor em Língua Espanhola e Literaturas Hispânicas, ilustre Professor de Literatura Espanhola e Hispano-Americana do Instituto de Letras da Universidade Federal Fluminense, membro atuante de associações de pesquisa nacionais e internacionais e autor de livros didáticos e obras acadêmicas sobre literatura hispano-americana. Em 2003, tornou-se o primeiro Ouvidor Municipal de Niterói, chefiando a Ouvidoria Municipal, no governo Godofredo Pinto. Faleceu precocemente, em Niterói, no dia 30 de agosto de 2005, deixando muita saudade e um inestimável exemplo como sonhador de um novo mundo, um Dom Quixote contemporâneo, e como pessoa alegre, de inabalável bom humor, sempre acolhedor e fraterno, dotado de rara sensibilidade, capacidade de diálogo e inspiração poética. Seu firme compromisso com a educação pública, com a dignidade de seus profissionais e com a transformação do Brasil era afirmado cotidianamente, com leveza e humanismo. A partir desta data, o Professor André Trouche empresta seu honroso nome ao prédio da primeira unidade do Colégio Pedro II implantada fora do município do Rio de Janeiro, em quase cento e setenta anos de história do Colégio. Trata-se, também, da primeira unidade federal de educação básica, situada no município de Niterói. A utopia quixotesca do Professor André Trouche permanecerá viva, em favor da educação púbica e da Cidade de Niterói!"

.
.......

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...